Centro Comunitário de Maryvale – Biblioteca em Palo Alto

by

 

 

O projeto do grupo Wendell Burnette e o texto abaixo,  exemplificam os debates desenvolvidos ao longo deste semestre na disciplina de Projeto Arquitetônico I.

Exemplo de que a contenção formal ou volumétrica não é impedimento de um projeto elaborado e bem solucionado, Os volumes puros abrigam espacialidades interessantes, reforçando a constante discussão em sala de aula que arquitetura não é formalismo ou somente sua pele externa, mas o arranjo qualificado de projeto, vinculado as intenções internas e  externas e demonstrando a preocupação constante com o ESPAÇO.

ARQUITETURA É ESPAÇO, POSSIIBILITA EVENTOS, INSTIGA MOVIMENTOS . Tudo isto é buscado intencionalMENTE, ao longo do desenvolviemnto do projeto. Arquitetura é cosa mentale, citando o Arq. Bernard Tschumi.

 Confiram no site do escritório os desenhos técnicos apresentados e outras imagens.

“O projeto do Centro Comunitário de Maryvale / Biblioteca de Palo Verde é um exercício em contenção arquitectónica. Está tão enraizado no seu contexto e é tão despido de grandes gestos formais que sobressai como exemplo do que pode ser conseguido através de escolhas racionais e adequadas de design.
Concebido pelo escritório Wendell Burnette Architects, este equipamento público tem como elementos principais dois blocos idênticos: a instalação da biblioteca e um ginásio. A simplicidade dos volumes é determinada pela sua textura pura.

Uma superfície envidraçada contínua ao nível térreo reforça a proximidade visual entre espaços interiores e exteriores. A parte superior de ambos os edifícios é envolta em lâminas de aço inox de acabamento industrial, conferindo uma expressão sólida e linear.
Existem muitos pormenores complementares de desenho que revelam preocupações com aspectos ambientais, no que respeita à poupança de energia, à utilização de materiais reciclados e recursos renováveis. Mais interessante, esta arquitectura revela enorme discernimento quanto ao tipo de decisões que se podem tomar durante a fase de projecto, quanto à adequação entre custo e benefício, entre a expressão e o propósito.”
Em abarrigadeumarquitecto; Via a+t Civilities I.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: