Arquitetura de Porto Alegre no Período Positivista (1889-1930)

by
expo_peq

Clique para ampliar a linha do tempo

A Exposição: Arquitetura de Porto Alegre no Período Positivista encontra-se aberta ao público no Salão de Exposições do prédio Arenito, trazida através da iniciativa do Laboratório de Teoria e História da Arquitetura em parceria com o  Memorial do Rio Grande do Sul.

A exposição é resultado do trabalho em livre colaboração entre o Memorial do Rio Grande do Sul e o Programa de Pesquisa e Pós-graduação da Faculdade de Arquitetura da UFRGS (PROPAR/UFRGS). A montagem, pesquisa e elaboração dos painéis foram realizadas pelo Grupo de Pesquisa: Classicismo e Arquitetura/CNPq – PROPAR/UFRGS, formado pelos arquitetos Arq. Claudio Calovi Pereira, Arq. Rinaldo Barbosa, Arq. Ricardo Calovi e Arqª. Samantha Diefenbach durante o ano de 2006 e inaugurada em 2007 como mostra itinerante a fim de divulgar o período em questão.

O período dos governos positivistas no Rio Grande do Sul, que se inicia com a Proclamação da República e vai até o ano de 1930, define um momento de extrema importância na história do Rio Grande do Sul e no desenvolvimento da cidade de Porto Alegre. As transformações sociais, políticas e econômicas do estado levam a uma concentração de atividades produtivas e comerciais na capital gaúcha que assume a primazia econômica do estado, além de centro político do poder estadual. Este cenário propiciou o desenvolvimento singular da cidade de Porto Alegre e da produção arquitetônica na cidade. Grande parte do patrimônio arquitetônico de Porto Alegre foi construído neste período, seja no âmbito da construção oficial e nas instituições de ensino, como em prédios privados.

A pesquisa revela a preocupação com uma nova imagem da cidade e busca divulgar sua história cultural e arquitetônica, assim como o resgate e a conscientização da necessidade de preservação e conhecimento deste patrimônio.

A montagem da exposição reúne as edificações de quatro espaços significativos da cidade:

  • A Praça da Matriz, que abriga o Palácio  Piratini (Sede do Governo), a Biblioteca Pública, o Monumento a Júlio de Castilhos, a Catedral Metropolitana e  o Arquivo Público do Estado;
  • A Praça da Alfândega, que o prédio dos Correios e Telégrafos (atual Memorial do Rio Grande do Sul), A Delegacia Fiscal do Tesouro Nacional (atual Museu de Artes do RS – MARGS), assim como o aterro do porto e pórtico de entrada da cidade na época;
  • O Paço Municipal, com o prédio do Mercado Público e da Intendência Municipal;
  • O Campus Central da atual Universidade Federal do Rio Grande do Sul, com a Escola de Engenharia, Faculdade de Direito, Chateau, Castelinho, Observatório Astronômico, Colégio Júlio de Castilhos, Instituto Parobé, Instituto Eletrotécnico, Instituto de Química, Instituto de Meteorologia e a Faculdade de Agronomia.

A exposição foi montada em painéis flexíveis, a fim de poder circular e ser revelada aos cidadãos como uma mostra itinerante, podendo ser exposta no seu todo ou em partes e facilitando sua montagem em escolas, teatros, supermercados, prefeituras e outros locais de fácil acesso á população, como forma de divulgar a cidade e seu patrimônio e auxiliar na conscientização de sua importância.

Anúncios

Tags: , ,

Uma resposta to “Arquitetura de Porto Alegre no Período Positivista (1889-1930)”

  1. Maiara Bettio Says:

    Assisti à palestra sobre a exposição no ano passado, enquanto cursava Arquitetura e Urbanismo na UFRGS. Excelente trabalho! Recomendo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: