Archive for the ‘Arquitetura Contemporânea’ Category

BLOCO (12): O Partido Arquitetônico e a Cidade

terça-feira, 14 junho, 2016

b12-arte

Neste ano de 2016, em seu décimo segundo número, o Bloco abordará o tema O Partido Arquitetônico e a Cidade. Essa escolha tem como objetivo proporcionar a toda a comunidade acadêmica reflexões críticas acerca de algumas noções consolidadas e outras negligenciadas em relação ao partido arquitetônico.

Consideramos importante fazer a relação de partido geral com a cidade tendo em vista que, em grande medida, é a arquitetura quem configura as cidades e, como pressuposto, a relação inversa é premissa do bom partido. Mesmo tendo consciência de que as cidades e a arquitetura são bem mais que edifícios e sua justaposição no tecido urbano, é a arquitetura como um arranjo técnico e social a disciplina que constrói lugares, assim como deve considerar na sua prática aquele existente.

Da mesma forma, também nos interessa registrar outros aspectos importantes que ocorrem nesse momento de síntese criativa e escolhas de projeto, trazendo a tona reflexões sobre a problematização do programa como modo de organizar espaços em comunhão às atividades, temporalidades e o corpo em movimento.

Assim como queremos mostrar interpretações sobre temas relativos à forma, composição, caráter e tipo como territorialidades conceituais exploradas pelos arquitetos e pela crítica e que transitam na teoria do projeto com diferentes intensidades durante diversos períodos históricos. As maneiras de abarcar tais abordagens tem sofrido consideráveis mutações de sentido epistemológico nas análises e, com isso, como esses conhecimentos e conceitos são operados em vista a construir procedimentos realmente pertinentes à arquitetura contemporânea.

Não se pode ignorar que o partido como importante ato e ação do processo de projeto tem inúmeras faces que vão das expectativas criativas aos tortuosos caminhos do desconhecido. Nessa seara há também os perigos do desejo da inovação formal simplificados nela mesma. O virtuoso acesso às informações parece fomentar à busca da forma como uma reprodução das imagens e das últimas novidades presente nas mídias especializadas, as vezes não como uma possibilidade de conhecimento. Semelhante a isso estão as novas possibilidades encontradas nas novas tecnologias de representação e que significativamente tem contribuído em importantes reflexões sobre o partido arquitetônico como processo, bem como sobre linguagem e construção.

A partir desses eixos e suas possíveis derivações que incluem a publicação de projetos dos autores, convidamos a todos a participar do processo de seleção para publicar no Bloco. O livro do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Feevale de Novo Hamburgo, RS, tem lançamento anual, é de distribuição gratuita e também conta com exemplar virtual. Trata-se de uma edição aberta, que busca inovação não só na forma, mas também no conteúdo, disposta a divulgar pensamentos das mais variadas perspectivas dentro da temática proposta. Conheça as edições anteriores disponíveis na íntegra no nosso site.

Convidamos a todos a submeter resumos para o número 12 do Bloco dentro dessa abordagem, conforme as normas abaixo:

  • Resumo de artigo de até 500 palavras (fonte Arial, tamanho 12), contendo título, definição clara do argumento e relevância da contribuição ao tema. 
  • Deve constar o(s) nome(s) do(s) autor(es), vínculo institucional e e-mail.
  • A data limite para o envio do resumo é até 17/07/16.
  • A seleção dos resumos considerará se a abordagem está de acordo com a proposta do tema, a relevância do enfoque investigado para essa temática, a clareza da apresentação das ideias e a qualidade do texto.
  • O resultado será divulgado individualmente no endereço do participante até o dia 25/07/15, quando indicaremos o padrão de formatação para o artigo.
  • O envio do artigo finalizado deverá ocorrer impreterivelmente até o dia 15/08/15.

As onze edições anteriores do Bloco foram lançadas na Feira do Livro de Porto Alegre, na Praça da Alfândega, atividade que se repetirá em novembro deste ano.

Para submeter seu resumo e tirar dúvidas utilize o e-mail bloco@feevale.br.

Contamos com a sua participação.

Juliano Caldas de Vasconcellos
Tiago Balem
(organizadores)

Anúncios

Viagem de Estudo: Arquitetura Contemporânea no Chile

sexta-feira, 26 fevereiro, 2010

Estão disponíveis as informações sobre a Viagem de Estudos ao Chile que realizaremos em abril, durante a semana acadêmica. Informações e inscrições Para saber mais clique aqui.

No roteiro, muitas das obras que fazem do Chile hoje uma referência mundial em arquitetura, além de encontros com as Universidades parceiras da Feevale em Santiago. A viagem foi adiada para 2010/02. 

REEDIÇÃO 2011.

Após ser adiada em virtude do terremoto, a viagem de estudos ao Chile está sendo reeditada em janeiro de 2011. Mais informações aqui.

Viagem de estudos ao Chile - 2006

Exposição Archiprix

segunda-feira, 17 agosto, 2009

Está aberta a exposição do Archiprix Internacional. O concurso, sediado este ano em Montevideo, premia os melhores Trabalhos de Conclusão de Arquitetura no mundo.

Archiprix

A exposição segue até o dia 28 no Salão de Exposições do Arenito.

No dia 26, teremos, na Aula Inaugural do Semestre 2009/02, a presença de dois participantes do Archiprix: Ricardo Schwingel e Ígor Freitas. O evento acontecerá no Auditório Azul, as 19:30.

Curso: Protetores Solares – Projeto e Dimensionamento

terça-feira, 2 junho, 2009

Hipódromo do Cristal, sede do Jockey Club do Rio Grande do Sul. Foto: Profª Luciana Martins.

Hipódromo do Cristal, sede do Jockey Club do Rio Grande do Sul. Foto: Profª Luciana Martins.

Professora Ana Fernandes manda avisar:

Pessoal,

Eu e a professora Alessandra gostaríamos de convidá-los a participar de mais esta oportunidade oferecida pelo nosso curso, através dos laboratórios de Conforto Ambiental e de Materiais e Técnicas Construtivas, visando a complementação e o aprofundamento do repertório técnico e projetual de vocês.

O curso possui um enfoque completo sobre o tema pois, além de tratar do projeto e do dimensionamento de protetores solares, também abordará a sua influência na composição do edifício, o que é extremamente importante e intrínsico a um bom projeto.

O professor convidado possui pós-doutorado em Kassel, na Alemanha e leciona na UPF- Universidade de Passo Fundo.

Contamos com a presença de vocês. Maiores informações, abaixo.

protetores solares

OBJETIVOS

– Sensibilizar os participantes acerca da sua responsabilidade social e ambiental, capacitando-os de modo a desenvolver projetos mais sustentáveis, buscando gerar menos consumo de energia;

– repertoriar o participante para projetar e dimensionar protetores solares com base no estudo da geometria de insolação, analisando a sua eficiência energética;

– abordar a problemática do papel da tecnologia no projeto de arquitetura, visando a aspectos referentes às possibilidades de valorização dos sistemas de proteção solar na composição dos edifícios.

 

PÚBLICO-ALVO

Arquitetos, engenheiros, alunos, professores do curso de Arquitetura e Urbanismo e comunidade em geral.

 

PERÍODO

19 e 20 de junho de 2009

 

DIAS

19 e 20 de junho de 2009

 

HORÁRIO

Sexta-feira, das 13h30min às 17h30min, e sábado, das 08h30min às 12h30min e das 13h30min às 17h30min

 

CARGA HORÁRIA

12 horas

 

CERTIFICADO

 Para a certificação, mínimo de 75% de freqüência.

 

LOCAL

Sala 101C – Prédio Arenito – Campus II – Feevale

 

INVESTIMENTO

Comunidade externa: 03x de R$60,00 | à vista: R$180,00

Acadêmicos, graduados e pós-graduados da feevale: 3x de R$48,00 | à vista: R$144,00

Pagamento via boleto bancário.

INSCRIÇÃO

Até o dia 17/06/2009. 

Pessoa Física

  • Via site, acessando www.feevale.br/extensao;
  • Na Secretaria de Extensão – campus I;
  • No Atendimento Feevale – campus II.            

Pagamento via boleto bancário gerado ao final da inscrição.

Pessoa Jurídica

Preencher a ficha de inscrição on-line (clicando em uma das opções acima, na modalidade pessoa física) dos colaboradores a serem inscritos e encaminhar a Ficha de Inscrição para Empresas ao fax (51) 3586-8800, ramal 8556.

Confirmar o recebimento pelo telefone (51)3586-8991.

MINISTRANTE

Eduardo Grala da Cunha – Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal de Pelotas (1994),

especialização em Engenharia de Produção pela Universidade Católica de Pelotas (1995),

mestrado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999),

doutorado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005) e

pós-doutorado (Universidade de Kassel, 2007/2008). Atualmente, é professor Adjunto II da Universidade de Passo Fundo.

Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Tecnologia de Arquitetura e Urbanismo, atuando

principalmente nos seguintes temas: metodologia do projeto arquitetônico, adequação ambiental, eficiência energética e sustentabilidade.

 

PROGRAMA

Módulo 01 – Aspectos iniciais referentes à adequação estética dos sistemas de proteção solar

                               1.1 – O papel da tecnologia na proposta arquitetônica

                               1.2 – A ênfase à tecnologia na concepção

                               1.3 – Ênfase tecnológica x sistemas de proteção solar

                                               1.3.1 – A multiplicidade de possibilidades

 

Módulo 02 – Eficiência energética x proteção solar

                               2.1 – O fator solar

2.2 – A regulamentação de etiquetagem voluntária – definição da eficiência do envelope

 

Módulo 03 – Aplicações da geometria de insolação na Arquitetura e no Urbanismo

                               3.1 – Movimento aparente do sol e radiação solar

                               3.2 – Norte magnético e norte verdadeiro ou geográfico

                                               3.2.1 – Cartas de declinação magnética

                                               3.2.2 – Software Declinação

                               3.3 – Conceitos de altura solar e azimute

                               3.4 – Instrumentos de avaliação

                                               3.4.1 – A carta solar

                                               3.4.2 – Ângulos a, b, g

                                               3.4.3 – Os medidores de ângulos

 

Módulo 04 – Construção de cartas solares

4.1 – Método de projeção estereográfica horizontal

                               4.2 – Leitura direta

                               4.3 – Traçado de máscaras de sombra

                               4.4 – Traçado de sombras

 

Módulo 05 – Máscara e dimensionamento de protetores solares

5.1 – Máscara de Brise-soleil horizontal

5.2 – Máscara de Brise-soleil vertical

5.3 – Máscara de Brise-soleil horizontal e vertical – misto

5.4 – Exercícios de dimensionamento

 

COORDENAÇÃO

Profª. Alessandra M. do Amaral Brito e Profª. Ana Eliza Pereira Fernandes

 

PROMOÇÃO

Instituto de Ciências Exatas e Tecnológicas – ICET – Curso de Arquitetura e Urbanismo

 

ORGANIZAÇÃO

             Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários – Proacom

Na biblioteca – 2G n.47

quinta-feira, 12 março, 2009

2g047_721

Céu e mar nesta edição da 2G que acaba de chegar na nossa biblioteca!

O número é dedicado ao arquiteto português Paulo David, que trabalha no arquipélago da Ilha da Madeira. Vale muito pelas belas imagens publicadas dos projetos que se afirmam sobre o lugar, numa integração contundente,  mas articulada com o contexto.

2g_11

2g_2

A revista está disponível na biblioteca para consulta interna. Mais detalhes no site de 2G.

Aula Inaugural do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2009/01

terça-feira, 3 março, 2009

Studio Paralelo

De Benevolo a Studio Paralelo

A Aula Inaugural do Curso de Arquitetura e Urbanismo 2009/01 trará a tona algumas polêmicas: há arquitetura de excelência na América Latina? Jovens arquitetos têm uma produção relevante? Procurando discutir estas questões, a noite se iniciará com uma entrevista realizada pela professora Ana Carolina Pellegrini com o renomado historiador e arquiteto italiano Leonardo Benevolo, por ocasião do lançamento de seu novo livro Arquitetura no Novo Milênio. Nela, Benevolo discute sobre a arquitetura contemporânea, e sustenta que a produção qualificada de arquitetura hoje se concentra na Europa, sobretudo nas mãos de arquitetos mais experientes. Procurando contrapor essa visão, na seqüência da apresentação da entrevista gravada em Brescia no ano passado, contaremos com a presença do arquiteto Luciano Andrades, do escritório de arquitetura Studio Paralelo de Porto Alegre, que apresentará sua recente produção, bastante elogiada pela crítica nacional (http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura891.asp). Finalizando a noite, teremos também o lançamento da quarta edição do livro Bloco, produzido anualmente pelo curso de Arquitetura e Urbanismo da Feevale, e que, nesta edição, procurou tratar da relação do Arquiteto com a Sociedade.

Data: 11/03/2009

Hora: 19:30

Local: Auditório Azul – Campus II – Feevale

Existe uma identidade arquitetônica latino-americana?

segunda-feira, 21 julho, 2008

AU, ed.172

Casa Sebastian Lira, em Santiago, Chile, Arq. Sebastian Irrazabal. FONTE: AU, ed.172

Na revista AU de julho (ed. 172), na seção Fato & Opinião, é feita a pergunta do título acima. A matéria tem as respostas dos arquitetos Alejandro Aravena, Patricio Mardones Hiche (estes dois chilenos), Ruth Verde Zein, Carlos Eduardo Comas (UFRGS) e Fernanda Barbara. Abaixo a opinião do Aravena, arquiteto chileno, diretor-executivo da Elemental, que é um dos que ilustram a matéria de capa desta edição ‘JOVENS ARQUITETOS LATINO-AMERICANOS’.

Creio que o pior que um arquiteto pode fazer é se dizer genuíno ou, nesse caso, genuinamente latino-americano. A nossa atividade trata de fazer projetos contestando as perguntas como for o caso. Não se trata de uma identidade nacional ou continental como tema, mas sim, de pertinência e adequação.” A. ARAVENA.

Ou seja, uma arquitetura, nas palavras de Comas “… com a economia entendida como fazer o máximo com o mínimo em qualquer escala de intervenção, com a sustentabilidade como âncora de sensibilidade“, ou ainda, conforme Zein, onde “a tensão entre modernidade e tradição, entre regionalismo e universalismo, não precisa ser resolvida pela exacerbação das pontas, mas pela busca de equilíbrio entre opostos aparentes.”

Para ler online: http://www.revistaau.com.br 

Torre de Santiago Calatrava será a segunda mais alta do mundo

quinta-feira, 19 junho, 2008

Calatrava_chicago

É do arquiteto espanhol Santiago Calatrava a autoria do projeto de uma torre em espiral para a cidade de Chicago (EUA). A construção, quando estiver concluída (previsão para 2011), será a segunda mais alta do mundo, com aproximadamente 610 metros de altura.

Calatrava_chicago3

A “Espiral de Chicago” (como já está sendo chamada), terá 150 andares e 1.194 unidades residenciais. Cada um dos andares possui um sistema de rotação semelhante ao do Turning Torso (projeto de Calatrava na Suécia), rotacionando 2,44 graus cada (completando 360º de toda a torre). Os preços de cada unidade variam de 750 mil até 40 milhões de dólares (!).

O site do empreendimento pode ser visitado clicando aqui. Vale a pena conhecer detalhes do projeto através dos desenhos técnicos, vídeos e fotos desta gigantesca obra.

Calatrava_chicago2
Clique na imagem para visualizar a vista do 140º andar!

Jean Nouvel vence concurso para mais uma torre no La Defense em Paris

sábado, 31 maio, 2008

Jean Nouvel e Layetana Desarollos Immobiliarios foram os vencedores do concurso internacional de arquitetura para uma nova torre no distrito financeiro de Paris, La Defense.

  

 

 

 

 

 

 

 

 

Os finalistas

JACQUES FERRIER ARCHITECTURE e Hermitage
FOSTER + PARTNERS e Compagnie La Lucette
STUDIO LIBESKIND ARRCHITECT e Orco Property Groupe
WILMOTTE ET ASSOCIÉS SA e Groupe Financière Centuria / Bouygues Immobilier

Arquitecto: Jean Nouvel
Promotores: MEDA Layetana Desarollos Immobiliarios
Local: Porte Ouest, La Defense, Paris
Altura: 301,00 m
Área Bruta de Construção: 140 000 m²
– Escritórios: 50 000 m²
– Habitação : 33 000 m²
– Hotel : 39 000 m²
– Infraestruturas Públicas: 8 000 m²
– Comércio: 10 000 m²

 Mais informações sobre o  concurso:

http://http://tour-signal-ladefense.com/en/fi1f.html#

Centro Comunitário de Maryvale – Biblioteca em Palo Alto

sexta-feira, 30 maio, 2008

 

 

O projeto do grupo Wendell Burnette e o texto abaixo,  exemplificam os debates desenvolvidos ao longo deste semestre na disciplina de Projeto Arquitetônico I.

Exemplo de que a contenção formal ou volumétrica não é impedimento de um projeto elaborado e bem solucionado, Os volumes puros abrigam espacialidades interessantes, reforçando a constante discussão em sala de aula que arquitetura não é formalismo ou somente sua pele externa, mas o arranjo qualificado de projeto, vinculado as intenções internas e  externas e demonstrando a preocupação constante com o ESPAÇO.

ARQUITETURA É ESPAÇO, POSSIIBILITA EVENTOS, INSTIGA MOVIMENTOS . Tudo isto é buscado intencionalMENTE, ao longo do desenvolviemnto do projeto. Arquitetura é cosa mentale, citando o Arq. Bernard Tschumi.

 Confiram no site do escritório os desenhos técnicos apresentados e outras imagens.

“O projeto do Centro Comunitário de Maryvale / Biblioteca de Palo Verde é um exercício em contenção arquitectónica. Está tão enraizado no seu contexto e é tão despido de grandes gestos formais que sobressai como exemplo do que pode ser conseguido através de escolhas racionais e adequadas de design.
Concebido pelo escritório Wendell Burnette Architects, este equipamento público tem como elementos principais dois blocos idênticos: a instalação da biblioteca e um ginásio. A simplicidade dos volumes é determinada pela sua textura pura.

Uma superfície envidraçada contínua ao nível térreo reforça a proximidade visual entre espaços interiores e exteriores. A parte superior de ambos os edifícios é envolta em lâminas de aço inox de acabamento industrial, conferindo uma expressão sólida e linear.
Existem muitos pormenores complementares de desenho que revelam preocupações com aspectos ambientais, no que respeita à poupança de energia, à utilização de materiais reciclados e recursos renováveis. Mais interessante, esta arquitectura revela enorme discernimento quanto ao tipo de decisões que se podem tomar durante a fase de projecto, quanto à adequação entre custo e benefício, entre a expressão e o propósito.”
Em abarrigadeumarquitecto; Via a+t Civilities I.