Archive for the ‘Arquitetura da Cidade’ Category

BLOCO (12): O Partido Arquitetônico e a Cidade

terça-feira, 14 junho, 2016

b12-arte

Neste ano de 2016, em seu décimo segundo número, o Bloco abordará o tema O Partido Arquitetônico e a Cidade. Essa escolha tem como objetivo proporcionar a toda a comunidade acadêmica reflexões críticas acerca de algumas noções consolidadas e outras negligenciadas em relação ao partido arquitetônico.

Consideramos importante fazer a relação de partido geral com a cidade tendo em vista que, em grande medida, é a arquitetura quem configura as cidades e, como pressuposto, a relação inversa é premissa do bom partido. Mesmo tendo consciência de que as cidades e a arquitetura são bem mais que edifícios e sua justaposição no tecido urbano, é a arquitetura como um arranjo técnico e social a disciplina que constrói lugares, assim como deve considerar na sua prática aquele existente.

Da mesma forma, também nos interessa registrar outros aspectos importantes que ocorrem nesse momento de síntese criativa e escolhas de projeto, trazendo a tona reflexões sobre a problematização do programa como modo de organizar espaços em comunhão às atividades, temporalidades e o corpo em movimento.

Assim como queremos mostrar interpretações sobre temas relativos à forma, composição, caráter e tipo como territorialidades conceituais exploradas pelos arquitetos e pela crítica e que transitam na teoria do projeto com diferentes intensidades durante diversos períodos históricos. As maneiras de abarcar tais abordagens tem sofrido consideráveis mutações de sentido epistemológico nas análises e, com isso, como esses conhecimentos e conceitos são operados em vista a construir procedimentos realmente pertinentes à arquitetura contemporânea.

Não se pode ignorar que o partido como importante ato e ação do processo de projeto tem inúmeras faces que vão das expectativas criativas aos tortuosos caminhos do desconhecido. Nessa seara há também os perigos do desejo da inovação formal simplificados nela mesma. O virtuoso acesso às informações parece fomentar à busca da forma como uma reprodução das imagens e das últimas novidades presente nas mídias especializadas, as vezes não como uma possibilidade de conhecimento. Semelhante a isso estão as novas possibilidades encontradas nas novas tecnologias de representação e que significativamente tem contribuído em importantes reflexões sobre o partido arquitetônico como processo, bem como sobre linguagem e construção.

A partir desses eixos e suas possíveis derivações que incluem a publicação de projetos dos autores, convidamos a todos a participar do processo de seleção para publicar no Bloco. O livro do Curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Feevale de Novo Hamburgo, RS, tem lançamento anual, é de distribuição gratuita e também conta com exemplar virtual. Trata-se de uma edição aberta, que busca inovação não só na forma, mas também no conteúdo, disposta a divulgar pensamentos das mais variadas perspectivas dentro da temática proposta. Conheça as edições anteriores disponíveis na íntegra no nosso site.

Convidamos a todos a submeter resumos para o número 12 do Bloco dentro dessa abordagem, conforme as normas abaixo:

  • Resumo de artigo de até 500 palavras (fonte Arial, tamanho 12), contendo título, definição clara do argumento e relevância da contribuição ao tema. 
  • Deve constar o(s) nome(s) do(s) autor(es), vínculo institucional e e-mail.
  • A data limite para o envio do resumo é até 17/07/16.
  • A seleção dos resumos considerará se a abordagem está de acordo com a proposta do tema, a relevância do enfoque investigado para essa temática, a clareza da apresentação das ideias e a qualidade do texto.
  • O resultado será divulgado individualmente no endereço do participante até o dia 25/07/15, quando indicaremos o padrão de formatação para o artigo.
  • O envio do artigo finalizado deverá ocorrer impreterivelmente até o dia 15/08/15.

As onze edições anteriores do Bloco foram lançadas na Feira do Livro de Porto Alegre, na Praça da Alfândega, atividade que se repetirá em novembro deste ano.

Para submeter seu resumo e tirar dúvidas utilize o e-mail bloco@feevale.br.

Contamos com a sua participação.

Juliano Caldas de Vasconcellos
Tiago Balem
(organizadores)

Aula Inaugural 2012/01

terça-feira, 24 abril, 2012

Projeção mapeada 3D “Porto Alegre: o futuro já começou” nos 90 metros da fachada do Mercado Público de Porto Alegre

Aula Inaugural, 25/4/2012, Auditório do Prédio Branco, 19:30
Tema: Projeto Viva o Centro (Prefeitura Municipal de Porto Alegre)
Palestrante: Prof. Arq. Glênio Vianna Bohrer
Arquiteto graduado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em 1986, Mestre em Arquitetura pelo PROPAR – Programa de Pós Graduação e Pesquisa da UFRGS.
Professor Assistente do Departamento de Arquitetura da Universidade Federal do Rio Grande do Sul nas disciplinas Prática de Projeto VI e TFG – Trabalho Final de Graduação.
Designer de móveis com projetos selecionados no Salão Movelsul e no Prêmio Design do Museu da Casa Brasileira.
Co-autor do livro “Arquiteturas Cisplatinas”.
Atualmente é Coordenador do Projeto Viva o Centro e Gerente do Programa Cidade Integrada da Prefeitura de Porto Alegre.

Consulta ao Banco de Dados (Plano Diretor) do Bairro Vila Rosa – Arquivo Digital para acesso no Google Earth

quarta-feira, 7 dezembro, 2011

por Prof. Me. Reginaldo Macedonio da Silva

O Laboratório de Geoprocessamento e Topografia do curso de Arquitetura e Urbanismo, executou um trabalho sobre o Plano Diretor de Novo Hamburgo, visando uma ampliação de novas ferramentas para as disciplinas do curso.

A proposta do presente trabalho iniciou-se com a criação de um banco de dados, sobre informações projetuais do Plano Diretor da cidade, no qual possibilitará aos acadêmicos fazer uma consulta rápida e objetiva aos dados disponíveis.

Como trabalho piloto utilizou-se o Bairro Vila Rosa, visto que alguns professores utilizam esta área como parâmetro de estudo em suas disciplinas.

  • Para acessar as informações do Plano Diretor de Novo Hamburgo (Bairro Vila Rosa) basta clicar neste link e baixar o arquivo.

Porém, para que sejam visualizados os dados espaciais, com os respectivos lotes, é necessário que no computador do usuário esteja instalado e aberto o software Google Earth, pois assim, os lotes “cairão” na posição correta da imagem de satélite, onde se localiza o respectivo bairro.

 Ao visualizar os vetores referentes aos lotes, basta clicar no polígono onde irão aparecer as seguintes informações do plano diretor:

  • Área
  • Perímetro
  • Taxa de ocupação (T_O)
  • Índice de aproveitamento (I_A)
  • Código da zona (COD_ZONA)
  • Afastamento (AFAST) e
  • Recuo (RECUO).

Caminhada no centro de Novo Hamburgo

terça-feira, 3 novembro, 2009

DSC00238_peq

No dia 3 de outubro de 2009, as turmas de Planejamento Urbano 1 realizaram a “caminhada urbana” pelo centro de Novo Hamburgo, como parte das atividades da disciplina no semestre 2009/2. Com a proposta de gerar um Conjunto Urbano na região das avenidas Nações Unidas e Primeiro de Março, as turmas, após o trabalho de análise da estrutura urbana da cidade, partiram para o reconhecimento da área, transitando a pé por aproximadamente duas horas.

Tirando fotos, fazendo anotações e observando em detalhe a configuração do traçado, do parcelamento e das tipologias edificadas e seus respectivos usos, as turmas – de segunda e sexta-feira – puderam resgatar um velho e saudável método de aprendizagem da arquitetura e do urbanismo, que consolida os conhecimentos da sala de aula e complementa os estudos apoiados em recursos cartográficos, imagens digitais, softwares e bibliografias.

Tivemos sorte de pegar um agradável sábado de sol, que premiou a disposição do pessoal (vale lembrar que tem gente de várias cidades diferentes) e permitiu um passeio tranquilo, começando no Novo Shopping, descendo a Nações até o Carrefour e voltando pela Primeiro de Março até o centro da Cidade, no entorno do “Paradão”.
Certamente, quem participou sentirá mais “firmeza” na hora de projetar.

Espero que possamos tornar essa prática permanente, é muito legal.
Prof. Júlio Celso Vargas

OFICINA PARA BAIRRO SUSTENTÁVEL EM NH ENCERRA (COM… “SUUUUCEESSOOOO”)

quinta-feira, 3 julho, 2008

DSC00985

Provavelmente todos no curso sabem a respeito da nossa Oficina para um bairro sustentável em Novo Hamburgo Tivemos a participação bem-vinda de alunos de vários momentos do curso – do 3º ao 9º semestres – Melina, Nicolas, Karen, Daniele, Paulo, Ana Paula, Gabriela, Sara, Sinara, e Etiene, aos alunos de Planejamento Urbano 3 (Luciana, Andresa, Roberto, Leonardo, Tamara, Carine, Maira).

DSC00974

Nós gostaríamos de agradecer agora a participação desses bravos, interessados em desvendar mais sobre o que significa “sustentabilidade” em termos mais multidimensionais, para além do edifício. Bravos e interessados, sobretudo os alunos entre 3º e 6º semestres, ainda não familiarizados com projetos em escalas mais amplas. Esperamos que vocês tenham sido iniciados adequadamente nessas reflexões da “arquitetura para além do edifício” – da visão sistêmica em arquitetura, e dos “efeitos da arquitetura”…

DSC00973 DSC00921

DESAFIOS: Um dos problemas tratados foi a problemática definição (e o desconhecimento) do que a idéia de “sustentabilidade” implica em urbanismo. As discussões durante a oficina visaram ampliar o entendimento do termo para além da visão de desempenho energético do edifício, da arquitetura “verde” ou do eco-urbanismo – soluções que não garantem sustentabilidade em termos sociais e da vida micro-economica de uma população, que também tem sérias repercussões ambientais. Contamos ainda com o suporte bem-vindo dos professores Naime e Nascimento, da Engenharia Industrial com ênfase Ambiental.

DSC00984

As propostas lançadas pelas equipes estão agora sendo desenvolvidas pelo pessoal de Planejamento Urbano 3…

OS RESULTADOS: aqueles interessados – participantes ou não – poderão vir participar da apresentação e debate dos projetos resultantes, desenvolvidos na disciplina de Planejamento – dia 10 JULHO quinta-feira, 18:30h….

MENTALIDADES: esperamos sobretudo que os itens de sustentabilidade discutidos e projetados na oficina venham a pautar as decisões de projeto dos participantes. Que reverberem pelo curso.

Prof. Vinicius, Vanessa e Marina

DESPEDIDAS: gostaria de agradecer pessoalmente as nossas estagiárias Vanessa e Marina pela sua tremenda competência e entusiasmo com o projeto… sigam assim, meninas – abraços a todos.

Fórum Porto Alegre: uma visão de futuro

terça-feira, 10 junho, 2008


Imagem de Gabriela Petit

Convite:

URBANISMO SUSTENTÁVEL – 11/06

A problemática aqui é a da habitação e da sub-habitação, do saneamento básico incluindo lixo, da regularização fundiária e vamos incluir também a segurança. Os sub-temas são:

* Habitação e Saneamento básico
* Regularização fundiária
* Meio Ambiente

Local:
Teatro do Prédio 40 | PUCRS

Programação

8h – Credenciamento

8h15 – Sessão Solene de Abertura

8h30 – Painel – Urbanismo Sustentável

* Saneamento e Meio Ambiente
* Habitação Popular
* Relações Público Privadas na Construção da cidade

Coordenador:

Jorge Francisconi – Urbanista e Consultor do BID e do Banco Mundial

Palestrantes:

* Marilene Ramos – Secretária de Estado do Meio Ambiente do Rio de Janeiro

* Sérgio Magalhães – Arquiteto e responsável pelo Programa Favela- Bairro do Rio de Janeiro

* Jorge Debiagi – Arquiteto

Debatedores:

* Maria Isabel Marocco Milanês Balestra – Profª. do Departamento de Arquitetura – Uniritter

* Vitor Bertini – Engenheiro/ Empresário

12h – Intervalo para almoço

14h – Oficina de Debates

* Sala 1 – Saneamento e Meio Ambiente
* Sala 2 – Habitação Popular
* Sala 3 – Relações Público Privadas na Construção da cidade

16h30 – Plenário

18h – Encerramento

Contato

Informações: (51) 3225 3996 | 3225 6910 | 3061 3000

Email: poafuturo@capacita.com.br

Estréia da Oficina Bairro Sustentável

terça-feira, 3 junho, 2008

O 1º encontro da Oficina “Bairro Sustentável” foi excelente – os Professores Naime e Nascimento proferiram palestras muito úteis para nosso entendimento dos sistemas de tratamento de resíduos e de águas. Os participantes trouxeram questões que aprofundaram a discussão dos temas, e finalizamos com uma síntese das redes e fluxograma de tratamento desses sistemas, para implementar no projeto do Bairro Sustentável.

Vimos, sobretudo, a imensa complexidade do problema das dimensões da sustentabilidade implicadas pela arquitetura, e arranhamos a ponta do iceberg: a questão do tratamento das interfaces entre meio ambiental e meios urbano e antrópico – mediado por esses subsistemas.

Também dividimos a turma em grupos de experts em aspectos específicos do projeto:

Melina, Sara e Nícolas → água
Roberto, Sinara e Carina → resíduos
Daniele, Paulo e Karen → energia
Tamara, Luciana e Andressa → projeto sustentável
Etienne, Maíra, Leonardo, Gabriela e Ana → plano diretor e sítio

No próximo encontro, mergulharemos na questão morfológica: malhas, tipos arquitetônicos, formatação de quarteirões, implantações, para preparar o lançamento de volumetrias e de redes de tratamento na área. Estamos ansiosos para rever os participantes e discutirmos esses itens….

Abraços a todos,

Prof. Vinicius, Acad. Marina e Acad. Vanessa

OFICINA BAIRRO SUSTENTÁVEL

sexta-feira, 16 maio, 2008

Gostaria de convidar nossos alunos para mais uma oficina – essa sobre um tema que vem ganhando mais e mais atenção, mas que ainda parece um tanto cercado de desconhecimento: o problema da sustentabilidade em cidades, e o desafio de entendermos e projetarmos áreas urbanas e bairros com adequação em seu desempenho morfológico (social e micro-econômico, habitabilidade, e enquanto conjunto ou paisagem urbana)…

OFICINA BAIRRO SUSTENTÁVEL
em Novo Hamburgo

O problema da sustentabilidade capturou a imaginação do arquiteto.

No entanto, os critérios de sustentabilidade para áreas urbanas e cidades são ainda pouco conhecidos.

A OFICINA busca e discute tais critérios para aplicação em projeto em contextos urbanos… para além do objeto edificado, e para além da questão ambiental, incluindo a sustentabilidade da vida micro-econômica e social de áreas urbanas, malha e acessibilidade, vitalidade e segurança desses espaços.
 
A Oficina reúne teoria para a definição desses critérios a ser usados na urbanização de uma área – a definição de volumetria, implantações de quarteirões, tipologias e a malha para um Bairro Sustentável em Novo Hamburgo.

MINISTRANTE
Prof. Dr. Vinicius de Moraes Netto (Arquitetura e Urbanismo)

PARTICIPANTES
Prof. Ms. Carlos Nascimento (Engenharia Industrial Química)
Prof. Dr. Roberto Naime (Engenharia Industrial Química)
Alunos de Planejamento Urbano 3
 
CRONOGRAMA
30/05 – Teoria: sistemas de tratamento de água, resíduos e de energias renováveis
06/06 – Teoria: morfologias sustentáveis + Brainstorming para propostas
13/06 – Desenvolvimento de proposta
20/06 – Encerramento: apresentação e discussão de proposta
 
Carga horária:16h
Certificado de presença de atividade de extensão.

ABERTO A ALUNOS INTERESSADOS DE TODOS OS SEMESTRES

INSCRIÇÕES gratuitas: com Vanessa e Marina (Laboratório de Projeto, sala 202, Arenito – de segunda a quinta, 14-18h). Data-limite: 27/05

Encontro Gaúcho de Paisagismo’ 2008

terça-feira, 6 maio, 2008

Paisagismo
(clique na imagem para ampliar)

“Dubairquitetura”

terça-feira, 29 abril, 2008

Dubai, o segundo maior emirado dos Emirados Árabes (um dos temas mais recorrentes daqueles e-mails com PowerPoint que recebemos todos os dias) pode ser considerado o maior canteiro de obras mundial.

Não é mais novidade o grande número de obras “pitorescas” que são divulgadas a cada dia, na maioria de gosto duvidoso. Algumas informações apontam que em Dubai estão 30% dos guindastes da construção civil mundial e que, ao contrário do que se pensa, o petróleo representa pouco mais de 5% da economia do emirado. A atividade que mais arrecada por lá é o turismo, com 33% da participação na economia, e cada vez mais a arquitetura “diferente” é o que motiva o crescimento turístico local.

Por mais incrível que pareça (ou não), entre os arquitetos mais atuantes por lá estão Rem Koolhaas e Zaha Hadid, que ultimamente parecem ser os representantes de uma “grife” dessa arquitetura escultórica e “espetaculosa” (com diriam aqueles árabes de novela). Circulou no ano passado imagens de um projeto esférico de Koolhaas em Dubai que tinha muita semelhança com a Estrela da Morte de Star Wars:

Fonte da imagem: Guardian

A esfera de 44 andares que parece estar flutuando na água é o Ras al Khaimah Convention and Exhibition Centre, projeto de 2006. Recentemente, o site Grivestmor identificou uma “referência formal” anterior ao desenho do “arquiteto” Darth Vader:

Fonte da imagem: Grivestmor

É um rádio da Panasonic de 1972, desenhado cinco anos antes do primeiro filme de Guerra nas Estrelas.

No Slideshare, além dos slides que recebemos todos os dias, encontrei essa apresentação com 86 lâminas com os principais objetos que estão sendo ou serão construídos em Dubai:

Clique no botão da direita para ver em tela cheia

  • Será que vale termos mais uma Disneylândia arquitetônica (Las Vegas é outro tipo, mas está dentro do gênero) apenas para satisfazer o desejo do arquiteto de concretizar suas aspirações formais? Ou a cidade não é lugar para uma gigantesca exposição de esculturas? Dê sua opinião nos comentários!

ATUALIZADO (02/05/08):

Não poderia deixar de postar essa foto:

Dubai em 1990

Dubai em 1990!

E esse site: http://www.dubai-architecture.info/